As Catacumbas Primitivas e os Livros deuterocanonicos

Deuterocanônicos
Typography

Após a morte de Jesus Cristo, a pregação do evangelho, passou para a mão dos apóstolos, logo se expandiu por diversas áreas principalmente por Roma e pelos territórios dominados por ela. Com o passar do tempo a expansão da Igreja se tornou para os dirigentes romanos, uma afronta aos valores e interesses do império. A crença no Deus único era contrária ao culto das diversas divindades romanas, entre as quais estava o próprio culto ao imperador. Por causa disto, os primeiros cristãos passaram a ser perseguidos das mais variadas formas. Eram torturados, lançados aos leões, empalados, crucificados e queimados vivos. Para redimir e orar pelos mártires, eles passaram a enterrá-los nas chamadas catacumbas. Estas funcionavam como túmulos subterrâneos onde eles poderiam fugir dos soldados romanos, celebrarem a eucaristia e pintar imagens que manifestavam sua fé. As primeiras catacumbas encontradas são datadas do século II d.C

As pinturas feitas no interior das catacumbas eram rodeadas de uma simbologia que indicava a forte discrição do culto cristão naquele momento. O que mostra que desde o cristianismo primitivo as imagens eram utilizadas pra expressão de fé e devoção. As imagens mais frequentes eram o crucifixo, que lembrava o sacrifício de Jesus. A âncora que significava a salvação. O peixe era bastante comum, pois peixe em grego é ICTUS que é eram as mesmas iniciais de: “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador” e diversas passagens bíblicas.  

É Interessante notar que os cristãos das catacumbas só registravam em suas paredes relatos de livros bíblicos inspirados ou alguma simbologia tirada deles como acima mostrado. Não há nenhum relato de livros do Antigo Testamento que sejam de livros que não fossem inspirados. Mas o que isso tem a ver com os livros deuterocanônicos? Tem a ver que os relatos dos livros deuterocanônicos eram fartamente ilustrados no interior das catacumbas, evidenciando assim que os cristãos já no século I e II consideravam os livros deuterocanônicos inspirados e demonstravam sua crença neles ao pintarem os nas paredes junto com relatos de todos os outros livros que consideravam inspirados também.

Abaixo estão algumas imagens retiradas das catabumbas que representam passagens dos livros deuterocanônicos:

Esta pintura acima, encontrada na catacumba de Priscila em Roma, se refere ao relato deuterocanônico da História Susana do livro de Daniel, este é o momento em que ela está sendo julgada e sendo acusada pelos 2 anciãos. Pintura datada da metade do século II.  

Esta outra pintura se refere ao livro de Tobias quando o anjo manda Tobias pegar o peixe no Rio Eufrates.

Esta foto mostra a representação de várias passagens bíblicas, entre elas estão as duas já mencionadas passagens de Tobias (parte central inferior) e o julgamento de Susana (canto direito superior). As outras passagens bíblicas representadas nela são (na parte superior) Moisés batendo na rocha, Cristo Dividindo Pães, a adoração dos reis  Magos, Noé, a ressurreição de Lázaro e (na parte inferior) Daniel entre os leões, a cura do paralítico e Jó. Esta Catacumba é do século IV em Roma na Vigna Massimo (Foto: Josef Wilpert, Die Malereien der Katakomben Roms. Freiburgim Breisgau, 1903).

As principais cenas retratadas dos livros deuterocanônicos nas catacumbas, são a Passagem de Susana, a do Profeta Habacuque trazendo o pão a Daniel na prisão, os 3 jovens cantando na fornalha e Tobias e o anjo.

Esta é a mais clara prova do uso constante e livre que os primeiros cristãos faziam dos livros deuterocanônicos, sem fazer qualquer distinção entre eles e o resto dos livros inspirados.

 Objeção protestante:

 “O fato de que algumas cenas dos Apocrifos estarem retratadas nas paredes das catacumbas não significa que os livros apócrifos são canônicos. Significa simplesmente que alguns dos eventos registrados em livros apócrifos foram significativos o suficiente para algumas pessoas que fizeram desenhos sobre na parede. Desenhos em paredes são dificilmente um teste para a canonicidade...” (Rhodes, pp. 39-40.)

Ninguém diz que os desenhos nas paredes são um “teste” para canonicidade. Isto é apenas outra evidência de que os primeiros cristãos trataram os deuterocanônicos como Escritura. Dentro das catacumbas, símbolos importantes da fé eram colocados. Dentro dos desenhos, há imagens de coisas que estavam no Antigo e no Novo Testamento. E naqueles desenhos, refletem-se símbolos importantes da vida dos crentes. E, claro, isso reflete que os deuterocanônicos são colocados no mesmo nível que o resto do Antigo e Novo Testamento.

 

PARA CITAR


RODRIGUES, Rafael. As Catacumbas Primitivas e os Livros deuterocanonicos. Disponível em <http://www.apologistascatolicos.com/index.php/apologetica/deuterocanonicos/956-o-canon-biblico-dos-concilios>. Desde 05/02/2019.

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS