São Jerônimo ensinou a Sola Scriptura?

Controvérsias
Typography

INTRODUÇÃO


Recentemente um amigo me enviou este texto, que veremos abaixo, que lhe foi apresentado por um protestante como suporte à falácia de que São Jerônimo de Stridon ensinava a Sola Scriptura. O texto é o seguinte:
 
Se vós quereis clarificar as coisas em dúvida, (((ide à lei e ao testemunho [[[da Escritura]]]))); fora dali estais na noite do erro. {{{Nós admitimos tudo o que está escrito, [[[e rejeitamos tudo o que não está]]]}}}. As coisas que se inventam sob o nome de tradição apostólica (((sem a autoridade da Escritura))) são feridas pela espada de Deus” (Jerónimo, In Isaiam, VII; In Agg., I; citado por Roberto Nisbet in op. cit., pag. 28)
 
Será que realmente este é um texto de São Jerônimo? É o que veremos a baixo!

JERÔNIMO REALMENTE ENSINOU A SOLA SCRIPTURA?


O texto de cara já demonstra algo estranho, não é nem exatamente o que está escrito, (pois qualquer um que estude os escritos de São Jerônimo sabe que ele nunca ensinou tal heresia), mas a referência da citação, colocada como “In Isaiam, VII; In Agg., I”, engraçado protestantes fazendo citações em latim, não que um protestante não possa saber latim, mas como sabemos, estas citações que correm soltas internet a fora, em blogs protestantes que temos a certeza que os autores não fazer a mínima ideia do que estão colocando, mas somente citando passagens de livros que nunca leram, e se passando como que estudaram e leram a obra em latim, ou que realmente leram o livro do suposto autor que cita esta passagem, na realidade estão apenas repetindo algo que eles não fazem ideia de onde  veio.

As obras citadas "In Isaiam, VII; In Agg., I" nesta referência,  referem-se ao comentário a Isaias Livro VII e o Comentário sobre o livro de Ageu Livro I. Porém, ao verificar estas obras, vemos que tal passagem não existe.  A primeira parte:

Se vós quereis clarificar as coisas em dúvida, (((ide à lei e ao testemunho [[[da Escritura]]]))); fora dali estais na noite do erro. {{{Nós admitimos tudo o que está escrito, [[[e rejeitamos tudo o que não está]]]}}}.

Não encontrei em lugar algum, nem no comentário ao livro de Isaias, nem no comentário ao livro de Ageu, algo que fale qualquer coisa parecida com isto. (Link para o comentário a Isaias)  (Link para o comentário ao livro de Ageu)

A segunda parte:

As coisas que se inventam sob o nome de tradição apostólica (((sem a autoridade da Escritura))) são feridas pela espada de Deus

Encontrei algo parecido na obra de Ageu, o que confirma claramente que as palavras de São Jerônimo foram adulteradas. O texto em latim do comentário do livro de Ageu diz:

Infertur etiam gladius super montes elevantes se adversus scientiam Dei, et super frumentum, et vinum, et oleum, quibus quasi cibis et potu et refectione, haereticorum conciliabula deceptis populis blandiuntur: Congrue quis dixerit panem illorum esse panem luctus, et furorem draconum esse vinum eorum, et furorem aspidum insanabilem: Oleum quoque, repromissionem de coelestibus, quo quasi ungunt discipulos, et laborum praemia pollicentur, quae detestatur propheta, dicens: Oleum autem peccatoris non impinguet caput meum, SED ET ALIA QUAE ABSQUE AUCTORITATE ET TESTIMONIIS SCRIPTURARUM QUASI TRADITIONE APOSTOLICA SPONTE REPERIUNT ATQUE CONFINGUNT, PERCUTIT GLADIUS DEI; homines autem et iumenta, vel λογισμοὺς et αἰσθήσεις, id est, cogitationes et sensus eorum accipiamus.”  (Comentário sobre o livro de ageu I, 42)

A parte em caps: “Sed et alia quae absque auctoritate et testimoniis Scripturarum quasi traditione apostolica sponte reperiunt atque confingunt, percutit gladius Dei; é a que mais se assemelha com o que foi apresentado pelo protestante, sua tradução em português é:

As outras coisas, também, que encontram e fingem, de si mesmos, sem a autoridade e testemunhos das Escrituras, como que por tradição apostólica, a espada de Deus derruba.

A palavra “quasi” utilizada por São Jeronimo se refere a “como se”, “como que”, portanto são Jerônimo está falando somente que os hereges, “haereticorum” criavam coisas aleatoriamente sobre si, sem nenhum testemunho das escrituras e justificavam “como se” fosse pela tradição apostólica.

São Jerônimo em nenhum lugar está falando em “As coisas que se inventam sob o nome de tradição apostólica (((sem a autoridade da Escritura)))” como sugere o texto apresentado pelo protestante, ele apenas está mencionando o fato dos hereges criarem coisas que não estão balizadas nas Escrituras e que se querem passar como se fossem Tradição Apostólica. O pensamento de São Jerônimo é claro, existem coisas que estão fora das estão fora das Escrituras e vieram até nós pela Tradição apostólica e era disso que os hereges queriam se aproveitar.

JERÔNIMO E A TRADIÇÃO


Para provar o que aqui falamos, vale lembrar o que Jerônimo escreve em seu combate aos hereges Luciferianos:

Você não sabe que a imposição de mãos, depois do batismo e, em seguida, a invocação do Espírito é um costume das Igrejas? Você exigiu prova das Escrituras? Você pode encontrá-la no livro dos Atos dos Apóstolos. E mesmo que não descansasse sobre a autoridade das Escrituras o consenso de todo o mundo a este respeito teria a força de um mandamento. POIS MUITAS OUTRAS OBSERVÂNCIAS DAS IGREJAS, QUE SÃO DEVIDAS A TRADIÇÃO, ADIQUIRIRAM A AUTORIDADE DA LEI ESCRITA.” (O Diálogo Contra o luciferianos 8).

São Jerônimo deixa aqui claro a equivalência de autoridade entre as Escrituras e a Tradição da Igreja.

Mas não confunda o meu significado. Você não deve jejuar nos dias de festa, nem abster-se nos dias da semana em Pentecostes. Em tais assuntos cada província pode seguir suas próprias inclinações, E AS TRADIÇÕES QUE FORAM PROFERIDAS DEVEM SER CONSIDERADAS COMO LEIS APOSTÓLICAS.” (Carta 71 a Licínio)

Ensinava tanto a Sola Scriptura que falou que se o Papa Dâmaso decretasse 3 Hypostases, ele acreditaria nelas, e que ele poderia fazer um decreto para substituir o de Nicéia:

Se você acha certo promulgar um decreto; então eu não hesitaria em falar de três hipóstases. Encomende um novo credo para substituir o de Nicéia; e então, se somos arianos ou ortodoxos, uma confissão dirá para todos nós.” (Carta 15, 4)

CONCLUSÃO


Basta dizer, que alguns protestantes têm problemas sérios com exegese e distorcem as Escrituras, o que acompanha distorções, trucagens e adulterações dos Padres da Igreja, dos quais nós testemunhamos um bom exemplo acima, com “São Jerônimo ensinando a Sola Scriptura”.
 

Esperamos que a análise desta citação sirva para um maior cuidado, pois na Internet existe muita informação falsa, adulterada e, muitas vezes, fora de contexto, cometendo-se frequentemente o erro de se assumir por verdade o que se encontra na Internet. O problema costuma aumentar quando outras pessoas tomam essas citações e as incorporam em novos “estudos”, “interpretações” e “exegeses”, sem antes verificar sua precisão, criando assim um círculo vicioso distorcido da História e de escritos que não lhes compete nenhuma interpretação.

PARA CITAR


RODRIGUES, Rafael. São Jerônimo ensinou a Sola Scriptura? Disponível em: <http://apologistascatolicos.com.br/index.php/patristica/controversias/736-sao-jeronimo-ensinou-a-sola-scriptura> Desde: 24/10/2014

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS